Copa das Confederações parte 2 – Japão aposta nos “europeus” para surpreender no torneio

Japão

Será a quinta participação da Seleção Japonesa na Copa das Confederações e como maior resultado obteve o vice-campeonato em 2001, competição realizada no Japão/Coreia.

A passagem de Zico na “Terra do Sol Nascente” ocasionou uma revolução no futebol local. O que antes, era uma seleção fraquinha, agora virou uma das potências do continente e figurinha carimbada nos mundiais.

Para conseguir surpreender e ficar com uma das duas vagas, o Japão apostará no bom trabalho que tem feito nos últimos anos, evidenciados com a classificação às oitavas de final da Copa de 2010, na qual foi eliminado apenas nos pênaltis diante do Paraguai, e conquistou a Copa da Ásia em 2011.

Se antes, a base japonesa era formada por atletas que jogavam a J-League, atualmente há uma mescla com jogadores que atuam na Europa, principalmente na Alemanha, como é o caso de Uchida (Schalke 04), Hiroki Sakai (Hannover), Gotoku Sakai (Stuttgart), Hasabe (Wolfsburg), Okazaki (Stuttgart), Inui (Eintracht Frankfurt) e Kiyotake (Nuremberg).

Analisando a lista de Zaccheroni, é uma seleção que poderá dar trabalho em uma chave que tem Brasil, México e Itália. Nas laterais, Uchida e Nagatomo são bons tanto na marcação quanto no apoio. O setor de meio-campo, Honda dita o ritmo e pode ter a ajuda de Kagawa que é atacante de ofício, mas cumpre muito bem o papel tático em ponta pela direita.

Lista dos convocados

Goleiros: Eiji Kawashima (Standard Liege), Shusaku Nishikawa (Sanfrecce Hiroshima), Shuichi Gonda (FC Tokyo)

Defensores: Yuichi Komano (Jubilo Iwata), Yasuyuki Konno (Gamba Osaka), Yuzo Kurihara (Yokohama F. Marinos), Masahiko Inoha (Jubilo Iwata), Yuto Nagamoto (Internazionale), Atsuto Uchida (Schalke 04), Maya Yoshida (Southampton), Hiroki Sakai (Hannover), Gotoku Sakai (Stuttgart)

Meio-campistas: Yasuhito Endo (Gamba Osaka), Kengo Nakamura (Kawasaki Frontale), Makoto Hasebe (Wolfsburg), Hajime Hosogai (Bayer Leverkusen), Keisuke Honda (CSKA), Hideto Takahashi (FC Tokyo)

Atacantes: Ryoichi Maeda (Jubilo Iwata), Shinji Okazaki (Stuttgart), Mike Havenaar (Vitesse), Takashi Inui (Eintracht Frankfurt), Shinji Kagawa (Manchester United), Hiroshi Kiyotake (Nuremberg), Masato Kudo (Kashiwa Reysol), Keigo Higashi (FC Tokyo).

Time base: Kawashima; Uchida, Komano, Konno e Nagatomo; Nakamura, Endo, Hasebe e Honda; Kagawa e Okazaki.

Esquema tático: Zaccheroni prioriza muito o 4-4-2, mas pode haver uma variação para o 4-1-4-1, onde Kagawa poderá voltar para compor pela direita e assim haveria duas linhas de quatro com um centroavante isolado.

Ponto Forte: as jogadas em velocidade pelos lados do campo.

Ponto Fraco: a defesa é vulnerável onde sofrer poucos gols será uma tarefa complicada.

Destaque: Kagawa.

Participações: 4.

Títulos: nenhum.

Jogos do Japão na primeira fase:

15/06 – Brasil x Japão (Brasília)

19/06 – Itália x Japão (Recife)

22/06 –  Japão x México (Belo Horizonte)

Autor

Antonio Lemos de Oliveira

Recém-jornalista e apaixonado por esportes e música.

Fazer um comentário

Seu email não sera publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *